Reforma trabalhista que tramita na Câmara acaba com contribuição sindical obrigatória


Nesta terça-feira, a reforma trabalhista foi aprovada na Comissão Especial e agora seguirá para o plenário da Câmara dos Deputados. Entre os principais pontos estão: a possibilidade de parcelar as férias três vezes em um ano; a contribuição sindical deixando de ser obrigatória; jornada de trabalho podendo ser negociada entre patrão e empregado; a legalização do home office (trabalho em casa); multa para o trabalhador que entrar com processo na justiça trabalhista por má fé; e autorização para gestantes trabalharem em ambientes insalubres desde que um médico comprove que não há risco nem para ela e nem para o feto. As informações são do portal G1.

Reforma trabalhista que tramita na Câmara acaba com contribuição sindical obrigatória Reforma trabalhista que tramita na Câmara acaba com contribuição sindical obrigatória Reviewed by Wilson Oliveira on 23:57:00 Rating: 5

Um comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.