Ativistas de extrema-esquerda cometeram mais de 2 mil crimes em reunião do G20, diz polícia

00:00:00 0 ''



Um relatório da polícia alemã revelou que ativistas de extrema-esquerda cometeram mais de dois mil crimes antes e durante a reunião do G20 em Hamburgo, na Alemanha. Foram registrados casos 575 de danos materiais, 330 de lesão corporal ou assaltos, 303 casos de violação da paz e 45 provações de incêndio, entre outros casos.

A informação é do Breitbart Lodon.