Motivo da crise no PSDB: o esquerdismo (além dos escândalos)


Por Wilson Oliveira

Quando comparei a forma com a qual Aécio Neves retirou Tasso Jereissati da presidência do PSDB com a forma que Vladimir Lenin agiu na troca de comando dos bolcheviques, algumas pessoas acharam exagero. Mas ali havia um tom irônico na observação de passos em nome do poder.

Agora eu estou falando bastante sério. É gritante como os tucanos não estão conseguindo resolver uma crise interna que eles mesmos criaram. O mais sintomático disso são os economistas - aquilo que o partido tinha de melhor -, alguns desfiliados e outros cada vez mais distantes.

Gustavo Franco já se mandou para o Partido Novo, enquanto Elena Landau foi para o Livres/PSL. André Lara Resende, Pérsio Arida e Armínio Fraga podem sair a qualquer momento. Pedro Malan e Edmar Bacha foram jogados para escanteio. Nenhum desses nomes altamente gabaritados para assuntos econômicos foi consultado sobre as novas diretrizes do PSDB.

O documento lançado pelos tucanos em novembro é, para ser educado, desastroso. Resumindo: afirma que estado mínimo não divide renda e pede intervenção estatal na economia. Estarei sendo exagerado se afirmar que é uma cópia das diretrizes do PT? É uma clara e manifesta caminhada na contramão do que muito provavelmente guiará o debate eleitoral em 2018.

Enfim, Geraldo Alckmin está sendo preparado para ser eleito o novo presidente do PSDB por aclamação e já conta com o apoio de quase todos os diretórios estaduais. Os tucanos estão achando que isso é o bastante. Estão errando mais uma vez. Não bastará encontrar um novo alto dirigente se não conseguirem estabelecer uma ligação com os eleitores.

O PSDB não é nem nunca foi de direita, está tentando ficar cada vez mais de esquerda, mas lá já sofre forte rejeição. É um partido sem rumo, perdido, que pede "estado musculoso", mas que parece estar em estado terminal.

O Congressista precisa de sua ajuda. Nos faça uma doação através de nosso apoia.se
Motivo da crise no PSDB: o esquerdismo (além dos escândalos) Motivo da crise no PSDB: o esquerdismo (além dos escândalos) Reviewed by Wilson Oliveira on 22:31:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.