Para combater estupros, governo sueco poderá exigir consentimento escrito em ato sexual



Em julho de 2018, entrará em vigor na Suécia uma lei que exigirá um consentimento escrito ou falado para o ato sexual. O governo argumentou que a decisão servirá para combater os casos de estupro.

O primeiro-ministro social-democrata, Stefan Löfven, defendeu a nova legislação no domingo dizendo: "A mensagem é simples. Você precisa perguntar a pessoa com quem deseja fazer sexo se ela quiser. Se você não tiver certeza, você deve deixá-lo. O sexo deve ser voluntário ".

A lei foi inspirada pela campanha #MeToo que tem visto vários proeminentes organizações de mídia.

A informação é do Breitbart

0 Comentários