Bastiat: quanto mais simples o governo for, mais segurança teremos


Por Wilson Oliveira

Para Frédéric Bastiat, protecionismo, intervencionismo e socialismo são as três forças que agem contra o “império da lei”. O seu livro mais importante chama-se justamente “A Lei”, onde ele defende que quanto mais simples um governo for, mais segurança a população terá.

- Se existisse uma nação constituída nessa base, parece-me que a ordem prevaleceria entre o povo, tanto nos fatos, quanto nas ideias. Parece-me que tal nação teria o governo mais simples, mais fácil de aceitar, mais econômico, mais limitado, menos repressor, mais justo e mais estável que se possa imaginar, qualquer que fosse a sua forma política – escreve Bastiat logo no começo do livro.

Para este importante autor tanto do liberalismo como do conservadorismo, tendo um governo simples as pessoas não iriam transferir responsabilidades que são das próprias pessoas para a figura do governo. E isso faria toda diferença, pois, quanto mais funções um governo opera, menos responsáveis se sentem os cidadãos. Confira outro trecho:

- E, sob tal regime, cada um compreenderia que possui todos os privilégios, como também todas as responsabilidades de sua existência. Ninguém teria o que reclamar do governo, desde que sua pessoa fosse respeitada, seu trabalho livre e os frutos de seu labor protegidos contra qualquer injustiça. Se felizes, não teríamos de atribuir tampouco ao governo nossos deveres, da mesma forma que nossos camponeses não lhe atribuem a culpa da chuva de granizo ou das geadas. O estado só seria conhecido pelos inestimáveis benefícios da segurança, proporcionados por esse tipo de governo.

Bastiat justifica seu pensamento lembrando que as intervenções do governo trazem inúmeros problemas que nos levam à miséria, ao caos, à pobreza, além dos povoamentos desordenados em algumas áreas, criando falta de mão-de-obra em outras.

- Pode-se ainda afirmar que, graças à não-intervenção do estado nos negócios privados, as necessidades e as satisfações se desenvolveriam numa ordem natural; não se veriam mais as famílias pobres buscando instrução literária antes de ter pão para comer. Não se veria a cidade povoar-se em detrimento do campo ou o campo, em detrimento da cidade. Não se veriam os grandes deslocamentos de capital, de trabalho, de população, provocados por medidas legislativas.

Frédéric Bastiat foi um jornalista e economista francês. Nasceu em 1801 e morreu em 1850. Em seu país, também participou da política e chegou a exercer o cargo de deputado, destacando-se por ser um forte opositor do socialismo.


*Wilson Oliveira é defensor do retorno da monarquia parlamentar no Brasil. É conservador monarquista, com influências da tradição anglo-saxã do liberalismo clássico, do minarquismo, da Escola Austríaca e da Escola de Chicago. Reside no Rio de Janeiro, é jornalista e editor-chefe de O Congressista.
Bastiat: quanto mais simples o governo for, mais segurança teremos Bastiat: quanto mais simples o governo for, mais segurança teremos Reviewed by Wilson Oliveira on 03:17:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.