Evo Morales pretende criminalizar persuasão religiosa

00:17:00 0 ''


O presidenten Evo Morales pretende criminalizar o evangelismo na Bolívia. (Foto: Handout/Reuters)
Na Bolívia, um novo código penal pode limitar a liberdade de todas as religiões do país. O artigo 88 prevê 7 a 12 anos de prisão para quem incentivar pessoas a participarem de organizações religiosas ou de culto.

“Será sancionado com prisão de sete (7) a doze (12) anos e reparo financeiro a pessoa que, por ele próprio ou por terceiros, capture, transporte, transfira, prive de liberdade, acolha ou receba pessoas com o fim de fazer o recrutamento de pessoas para sua participação em conflitos armados ou organizações religiosas ou de culto”, diz o texto do novo Código Penal.

Líderes de Igrejas evangélicas e católicas se reuniram para criticar e protestar contra essa lei.

“Quer dizer que se levarmos uma pessoa ou um grupo para um acampamento, eles irão nos denunciar? Não poderei sair para pregar o Evangelho?", disse o presidente das Igrejas Evangélicas de La Paz.

Para a Igreja Católica, a medida está sob interesses de poder.

A informação é do Guiame