Nos EUA, aborto pode ser restringido

Resultado de imagem para aborto

Senadores do Partido Republicano procuram apoio entre os democratas e membros de seu próprio partido para uma votação na próxima semana que poderá proibir o aborto após 20 semanas de gravidez.

A medida, prevista para segunda-feira, provavelmente não será aprovada, pois é improvável os votos chegarem a um total de 60. No entanto, os grupos anti-aborto planejam usar essa votação para fazer campanha contra quem se opor a restrição do aborto.

O senador Lindsey Graham, autor do projeto, falou que espera um maior apoio por parde dos democratas em relação a última votação, que foi mal sucedida em 2015. Para ele, os democratas se sentirão pressionados agora porque 20 estados proibiram o aborto após 20 semanas. 

"Estou certo de que alguns democratas virão para nosso caminho", disse ele. De acordo com Graham, a proibição é importante, uma vez que os EUA são um dos únicos sete países a fornecerem abortos após 20 semanas.

"O bebê pode sentir uma forte dor com 20 semanas, o governo deve e pode proteger esse bebê de procedimentos que causem fortes dores", disse ele.

Em 2015, o Senado derrotou a proibição para aborto para mais de 20 semanas por 54-42, com três democratas votando por ele e dois republicanos votando contra ele.

A informação é do Washignton Examiner
Nos EUA, aborto pode ser restringido Nos EUA, aborto pode ser restringido Reviewed by Unknown on 21:35:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.