Possível primeiro-ministro da Itália quer deportar 500 mil imigrantes ilegais



O líder conservador do partido italiano Lega, Matteo Salvini, em entrevista ao jornal Il Giornale, chamou o Islã de uma das maiores ameaças à Itália e prometeu não apenas levar a cabo as deportações de imigrantes ilegais, mas também proteger a fronteira italiana em terra e mar.

Salvini reiterou seus planos de deportar cerca de 500 mil imigrantes ilegais ao longo de um período de cinco anos caso ele se torne o primeiro ministro.

"A primeira opção é proteger as fronteiras dos Alpes à Sicília. Chega, não passe, pare, porque a imigração ilegal significa delinquência. A crise deste país se revolve ao limpar, restaurar as regras, bloquear as fronteiras, punir e expulsar ".

Ele também criticou o Islão: "O Islã de hoje é um perigo. Eu não quero isso, a menos que ele evolua e se abra, caso contrário é um perigo. O governo de Salvini vai parar a presença islâmica irregular e abusiva na Itália ".

Em termos econômicos, Salvini elogiou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump: "A Europa já possui 52 tarifas que protegem as mercadorias europeias, eu digo que quando Trump usa do protecionismo com as máquinas de lavar e painéis solares, eu penso que temos também o dever de proteger algumas de nossas produções. Penso em têxteis, sapatos, brinquedos e o que comemos e bebemos. Viva o mercado livre, viva o livre comércio, mas defendo o trabalho e a saúde dos italianos", acrescentou.

A Itália terá eleições em março de 2018 e Salvini é um dos favoritos.

A informação é do Breitbart London
Possível primeiro-ministro da Itália quer deportar 500 mil imigrantes ilegais Possível primeiro-ministro da Itália quer deportar 500 mil imigrantes ilegais Reviewed by Unknown on 12:29:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.