Obama pediu para saber como estavam as investigações sobre Hillary Clinton

O ex-presidente dos EUA, Barack Obama, fala durante uma manifestação de campanha para o candidato a governador democrático Ralph Northam (não visto) em Richmond, Virgínia, 19 de outubro de 2017. / AFP PHOTO / JIM WATSON (O crédito da foto deve ler JIM WATSON / AFP / Getty Images)

Mensagens de textos trocadas entre o agente do FBI Peter Strzok e sua amante Lisa Page revelaram um possível envolvimento do ex-presidente Barack Obama na investigação de 2016 sobre o uso de Hillary Clinton de um servidor de e-mail privado.

"O presidente dos Estados Unidos quer saber tudo o que estamos fazendo", disse a Strzok em uma mensagem de texto datada de 2 de setembro de 2016. A página seguinte descreveu como o ex-diretor do FBI James Comey se preparou para informar a Obama sobre os detalhes de uma investigação específica.

Investigadores do Congresso disseram que os textos poderiam provocar um inquérito sobre o conhecimento e envolvimento de Obama na investigação de Hillary.

O relatório também mostrou mensagens de texto de Strzok revelando que o ex-vice-diretor do FBI, Andrew McCabe, sabia que os e-mails descobertos no computador do assistente de Clinton, Huma Abedin em 28 de setembro de 2016.

Comey não notificou ao Congresso este lote de e-mails até dias antes da eleição em outubro 28, 2016. O atraso na notificação e o papel que McCabe desempenhou na investigação são, segundo informações, um item de interesse para o inspetor geral do FBI, Michael Horowitz, em um novo relatório.

Durante o período da corrida presidencial, Hillary Clinton foi acusada de de usar seu e-mail, com diversas informações confidenciais sobre o governo dos Estados Unidos, em um servidor desprotegido. Ela poderá ser presa por isso caso seja processada.


A informação é do Daily Caller
Obama pediu para saber como estavam as investigações sobre Hillary Clinton Obama pediu para saber como estavam as investigações sobre Hillary Clinton Reviewed by Unknown on 14:06:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.