ONU chama leis pró-vida da Irlanda de Norte de "violência contra as mulheres"

15:16:00 0 ''

Os membros da campanha Pro-Life mantêm um piquete fora de Leinster House em Dublin.

O Comitê da ONU para a Eliminação da Discriminação contra a Mulher (em inglês CEDAW) disse que a Irlanda do Norte está violando os direitos das mulheres, restringindo seu acesso ao aborto".

A Irlanda do Norte está sob o governo do Reino Unido, mas, ao contrário dele, permite o aborto somente quando a vida da mãe está ameaçada.

"A negação do aborto e a criminalização do aborto equivalem a discriminação contra as mulheres porque é uma negação de um serviço que só as mulheres precisam. Isso coloca as mulheres em situações horríveis ", afirmou a porta-voz da CEDAW Ruth
Halperin-Kaddari.

Halperin-Kaddari. Halperin-Kaddari afirma que as leis pró-vida na Irlanda do Norte "constituem (são) uma violência contra as mulheres que podem ser uma tortura ou tratamento cruel, desumano ou degradante".

A Irlanda do Norte rejeitou as acusações e acusou a ONU de querer implantar o aborto no país por qualquer motivo.

A informação é do Daily Wire