Russos doaram milhões para influenciar os Clinton, diz informante

17:00:00 0 ''

Clintons na DNC (Saul Loeb / AFP / Getty)

Um informante do FBI, ligado ao caso de Hillary Clinton e o urânio russo, disse a três comitês do Congresso, em uma declaração escrita, que Moscou mandou milhões de dólares a ONG de caridade de Bill Clinton, quando Hillary era secretária de Estado e estava no centro das relações EUA-Rússia.

O informante, Douglas Campbell, afirmou que os executivos russos contrataram uma empresa de lobby norte-americano, a APCO Worldwide porque tinha poder de influencia no governo Obama e, mais especificamente, Hillary Clinton.

Campbell falou no testemunho que autoridades nucleares russas "disseram-me em várias ocasiões que esperavam uma aplicação da APCO em uma parcela anual de lobby de 3 milhões de dólares que recebia dos russos para fornecer suporte em espécie para a Iniciativa Global dos Clintons".

"O contrato exigiu quatro pagamentos de 750 mil dólares ao longo de doze meses. Esperava-se que a APCO prestasse assistência gratuita à Clinton Global Initiative como parte de seus esforços para criar um ambiente favorável a fim de garantir que a administração Obama tomasse decisões afirmativas sobre tudo, desde o Urânio Um até o acordo de Cooperação Civil Civil entre os EUA e a Rússia ".

Funcionários da APCO disseram que o apoio à Clinton Global Initiative e seu trabalho com a Rússia não estava conectado e, de fato, envolveu diferentes divisões da empresa. Eles acrescentaram que o lobby da Rússia não envolveu Urânio Um, mas sim focado em questões regulatórias destinadas a ajudar a Rússia a competir melhor por contratos de combustível nuclear nos Estados Unidos.

Durante as eleições dos Estados Unidos, Hillary Clinton foi acusada de favorecer empresas russas no controle do urânio dos EUA. O conglomerado que administrava a companhia russa, teria pago palestras de Bill Clinton.

A informação do The Hill

O Congressista precisa de sua ajuda. Nos faça uma doação através de nosso apoia.se