Tiffany defende cota de trans na liga feminina

Tifanny: não existem atletas trans suficientes para criar uma liga forte (Foto: Emilio Botta)

Tiffany, atleta trans que tem criado polêmica por jogar em competições femininas, falou que descartaria a criação de uma liga exclusiva para atletas trans.

"Não tem trans suficiente para jogar, não tem lésbica suficiente para jogar, não tem gay suficiente para jogar uma liga forte. Nós vivemos em uma comunidade com todos juntos, é a única forma de vivermos todos em paz".

Tiffany também apontou o sistema  de cotas no vôlei como uma possível solução.

"Nós temos cotas para jogadoras estrangeiras e por que não uma cota para jogadoras trans? Nós temos pontuação para uma jogadora olímpica e por que não uma pontuação para jogadoras trans? Se ela for boa o suficiente, vai ter a sua pontuação. Se ela não for boa, vai ter a sua cota".

A informação é do Globo Esporte

Tiffany defende cota de trans na liga feminina Tiffany defende cota de trans na liga feminina Reviewed by Unknown on 16:48:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.