Jornalista conservadora, critica do islã radical, é banida do Reino Unido por "racismo"

A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up

A ativista e jornalista conservadora Lauren Southern, uma grande critica do islamismo radical, foi parada pela polícia do Reino Unido que a levou a um interrogatório por suspeitas de racismo.

Ela usou suas redes sociais para dizer que aos seguidores que estava bem, porém estava proibida de pisar na Grã-Bretanha por causa de um suposto racismo.

Lauren Southern também disse: "Só me trancaram e disseram "Au revoir"... Oficialmente banida do Reino Unido por "racismo".. fizeram muito bem, porém, todas as pessoas legais estão sendo banidos de qualquer maneira 😉 necessidade de reunir meus pensamentos e chamar a família. A história do interrogatório é muito louca. Direi a vocês em breve.

Os investigadores britânicos também alegaram que as atividades da jornalista "representam uma séria ameaça aos interesses da sociedade".

Ela também usou suas redes sociais para dizer que:

"Eu não estou brincando sobre isso, mas durante o meu interrogatório feito pela polícia do Reino Unido... Fui perguntada sobre o meu cristianismo e se eu sou um radical. Eu fui perguntada sobre como eu me sinto sobre a execução de muçulmanos em carros".

Parte da informação é do Breitbart


Jornalista conservadora, critica do islã radical, é banida do Reino Unido por "racismo" Jornalista conservadora, critica do islã radical, é banida do Reino Unido por "racismo" Reviewed by Unknown on 17:23:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.