Matteo Salvini: o conservador que pode vencer as eleições na Itália


Por Davi Alves

As eleições gerais da conturbada e agitada Itália acontecem neste domingo. Os candidatos são diversos, mas são apenas quatros políticos que realmente podem conquistar o cargo de Primeiro-Ministro: o social-democrata Matteo Renzi, que já governou o país entre 2014 e 2016; o direitista Luigi di Maio do partido, anti-UE e anti-establishment, do partido denominado “Movimento 5 Estrelas”; o velho Silvio Berlusconi, com a sua “Forza Italia”; e um jovem conservador chamado Matteo Salvini, que com o slogan “Italianos primeiro!,” semelhante a um dos que foi usado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nas eleições de 2016, quer iniciar uma batalha contra a invasão islâmica.

Prestes a completar 45 anos logo após as eleições, Salvini entrou na política em 1990, quando sua “Liga Norte” era apenas um partido regional e tinha o objetivo de se separar e tornar sua região independente da  "Roma usurpadora". Foi ele, que depois de ganhar a liderança, mudou o foco de seu partido para uma nova área: críticas a imigração e a União Europeia. As mudanças trouxeram resultados, o partido vem ganhando votos no sul da Itália, que até recentemente era território inimigo. Após tudo isso, estão sendo conhecidos como a "A Liga", e são essas as mudanças que podem transformar o político milanês no novo primeiro-ministro.

Caso consiga vencer as eleições, Salvani pode promover na Itália algo similar ao Brexit, no Reino Unido. Ele, que sempre foi forte crítico da União Europeia, vem descrevendo o euro como uma "moeda alemã", disse que "não é possível reformar a UE, mas sim demolir e reconstruir a partir do solo"Como eurodeputado, fundou em 2015 a Europa das Nações e Liberdade, juntamente com a francesa Marine Le Pen e outras lideranças euro-céticas, um grupo que incomoda o establishment europeu ao lutar para que todos os países membros da UE deixem a moeda do Euro e que tenham uma revisão completa dos tratados e das leis de imigração.

Salvini é também conhecido por ser um combatente do aborto, do casamento  gay e de outras pautas progressistas, já afirmou que "se for eleito, George Soros não poderá mais pisar na Itália" devido a disseminação e a propagação desses temas por parte de ONGs, movimentos e da mídia com financiamento do empresário globalista. Fã de Trump, conheceu o americano meses da vitória nos EUA, para discutir a crise dos imigrantes da Europa. Matteo também tem ligações com Vladimir Putin e assinou um acordo de cooperação com a Rússia Unida, o partido do presidente russo.

Membro de uma coalizão de centro-direita que lidera as pesquisas, e que tem também como membro Silvio Berlusconi, Salvini só tem chances de chegar ao poder se seu partido for o que obtiver o maior número de votos dentro do grupo eleitoral, assim ganhará o poder de determinar quem será o próximo primeiro-ministro. 

A disputa está acirrada: Salvini aparece com 14%, enquanto Berlusconi com 15%. Só a contagem de votos mostrará quem é o próximo primeiro-ministro. Mas seja qual for o resultado de domingo, Salvini tem um dos futuros mais brilhantes da política italiana. Berlusconi, com 81 anos, que é mais moderado em política externa e imigração, lidera a direita há décadas, e vem pensando em se aposentar. Isso deixará um vácuo que Salvini está pronto para preencher. Todos os resultados já mostram um grande vencedor: Matteo Salvini.
Matteo Salvini: o conservador que pode vencer as eleições na Itália Matteo Salvini: o conservador que pode vencer as eleições na Itália Reviewed by Unknown on 02:01:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.