Netanyahu defende muro israelense como proteção sobre o terrorismo e imigração ilegal

Resultado de imagem para netanyahu

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que o muro de mais de 190 km ao longo da fronteira com o Egito está impedindo a "inundação" de imigrantes africanos ilegais e dos terroristas que agem na península do Sinai.

Sem a cerca, “nós seríamos confrontados com ... ataques severos de terroristas do Sinai e algo muito pior, uma enxurrada de imigrantes ilegais da África”, disse ele . 
O comentário foi feito quando Israel lançou uma campanha para deportar milhares de imigrantes africanos ilegais.

A infiltração de terroristas e imigrantes africanos parou quase inteiramente desde a construção do muro em 2014. Em 2017, nem um único imigrante ilegal conseguiu se infiltrar em Israel a partir da fronteira com o Egito, segundo dados.

O presidente dos EUA, Donald Trump, referiu-se ao muro de Israel como inspiração para o seu próprio muro fronteiriço ao longo da fronteira mexicana.

Netanyahu disse que manter os imigrantes fora era necessário para preservar o caráter judeu e democrático de Israel.

Após campanhas públicas, o Supremo Tribunal interrompeu recentemente a campanha de Israel para deportar imigrantes homens solteiros para países terceiros (geralmente em Ruanda e Uganda).

No mês passado, Netanyahu acusou George Soros de financiar protestos contra as deportações, uma alegação negada por Soros. Um dos opositores mais contundentes do plano é o Centro Africano de Desenvolvimento de Refugiados, que disse que a decisão do ministério era uma mancha no histórico de Israel, que duraria por gerações. O Centro é financiado pelo New Israel Fund, uma ONG radical financiada por Soros.

A informação é do Bretrbart
Netanyahu defende muro israelense como proteção sobre o terrorismo e imigração ilegal Netanyahu defende muro israelense como proteção sobre o terrorismo e imigração ilegal Reviewed by Unknown on 16:36:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.