Para primeiro-ministro da Eslováquia a imigração em massa ameaça os direitos das mulheres

14:57:00 0 ''



Em seus comentários sobre não ratificar a Convenção de Istambul, o primeiro-ministro da Eslováquia, Rober Fico, afirmou que proteger os direitos das mulheres é mais importante do que nunca.

"Qualquer violência contra as mulheres é inaceitável e não tem lugar na nossa sociedade", disse Fico. Ele acrescentou que a proteção dos direitos das mulheres é "particularmente importante em um momento em que os imigrantes constituem uma proporção cada vez maior da população européia" e trazem consigo "a percepção de uma mulher como um ser humano submisso".

A Convenção de Istambul está focada em "prevenir e combater a violência contra as mulheres e a violência doméstica" e é uma iniciativa do Conselho da Europa. Para ser válido dentro de um país, ele precisa ser ratificado pelo governo nacional.

Fico anunciou nesta quinta-feira que a Eslováquia não ratificará a Convenção de Istambul "porque considera isso em desacordo com a definição constitucional do país como união heterossexual". Fico, por isso, prefere introduzir leis nacionais que protejam as mulheres da violência doméstica.

A informação é da Voice of Europe