Rei Abdullah II da Jordânia trabalha para reviver o processo de paz entre Israel e Palestina


Por Marcela Vasconcelos 

De acordo com informações do jornal The Times of Israel, o rei da Jordânia, Abdullah II, disse na segunda-feira (12/03) que está trabalhando para reviver o processo de paz entre Israel e Palestina. O monarca almeja levar as autoridades israelenses e as palestinas de volta à mesa de negociações. 

O rei jordano fez a observação durante uma reunião com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, realizada no Palácio Al-Husainiah em Amã (Jordânia), segundo fontes palestinas e jordanianas. 

Abbas e Abdullah discutiram a coordenação de seus cargos na sequência das decisões do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e mover a embaixada estadunidense para a cidade. Os dois também falaram sobre a situação na Cisjordânia "à luz da escalada israelense", acrescentaram as fontes. 

Durante o encontro o rei reiterou a rejeição da Jordânia às medidas unilaterais de Israel e as violações recorrentes nos locais sagrados de Jerusalém, enfatizando que o Reino da Jordânia continuará a exercer o seu papel histórico na proteção dos santuários da cidade sagrada. Por sua vez, Abbas elogiou o apoio de Abdullah II aos palestinos e seu desempenho na defesa de Jerusalém. 

O monarca afirmou que o seu reino continuará a trabalhar, em coordenação com outras partes relevantes, para retomar as conversações de paz entre os palestinos e israelenses com base na solução dos dois Estados, na Iniciativa de Paz Árabe de 2002 e nas resoluções das Nações Unidas. 

Abdullah disse ao presidente da Palestina que alcançar uma paz justa e abrangente é a única maneira de acabar com o conflito israelo-palestino e alcançar segurança e estabilidade na região. 

Os comentários do monarca ocorreram no momento em que Marwan Muasher, o primeiro embaixador da Jordânia em Israel e um dos arquitetos da Iniciativa de Paz Árabe, disse que a solução de dois Estados não era mais uma opção. "Algumas pessoas dirão que [a solução dos dois Estados] nunca viveu, mas certamente está morta hoje", disse ao jornal Middle East Eye, culpando Israel e os EUA pelo fim do processo. 

"Nenhuma quantidade de negociações vai chegar a uma solução de dois Estados, porque uma das partes não quer, a parte israelense e o patrocinador de tais negociações está agora totalmente tendencioso em relação aos israelenses", afirmou Muasher, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros da Jordânia e antigo embaixador nos EUA. 

Ele acrescentou que o colapso do processo de paz deixou a Jordânia em uma posição precária. "Estamos muito vulneráveis e preocupados com o motivo pelo qual a Jordânia sempre foi um fervoroso defensor da solução de dois Estados porque era do interesse da Jordânia, e não apenas do interesse dos palestinos", relatou o diplomata.
Rei Abdullah II da Jordânia trabalha para reviver o processo de paz entre Israel e Palestina  Rei Abdullah II da Jordânia trabalha para reviver o processo de paz entre Israel e Palestina Reviewed by Marcela Vasconcelos on 14:42:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.