Entenda a saída dos EUA do Conselho de Direitos Humanos da ONU


Por Thiago Sena
Do site Capital Cultural

Os Estados Unidos da América anunciaram a sua saída do Conselho de Direitos Humanos da ONU. A Embaixadora americana nas Nações Unidas, Nikki Haley, classificou o órgão como “hipócrita” e apontou-o como “anti-Israel”.

Nada poderia ser mais verdadeiro. Vejam o vídeo abaixo.



Este mesmo conselho de “Direitos Humanos” é composto em sua maioria pelos países que mais violam os direitos humanos no mundo. Hipocrisia ainda é eufemismo para tal conselho.

Mosab Hassan Yousef, filho de um dos ex-líderes do Hamas, desmascarou o Conselho de Direitos Humanos da ONU em pronunciamento pela UN Watch. Ele apontou toda a hipocrisia dos membros, com seu caráter anti-Israel, que apoiam a causa palestina e faz vista grossa enquanto esses mesmos palestinos violam os Direitos Humanos a todo o momento. Veja o vídeo aqui.

Apenas esses pequenos vídeos já desmascaram por completo a imagem sacrossanta da ONU na geopolítica, sustentam as falas da embaixadora Haley e são motivos suficientes para responder e justificar a saída dos EUA.

Para você que ainda acredita numa das maiores farsas do mundo, a ONU, e em suas políticas de Direitos Humanos, deixo mais um link para começo de um estudo mais aprofundado. O podcast é do Senso Incomum e desbrava a história dessa organização.