A esquerda não está nem aí para a morte do menino de 15 anos


Por Wilson Oliveira

Este menino da foto é o Luiz Carlos. Ele tinha 15 anos e foi morto a pedradas e pauladas por assaltantes, também menores de idade, no município de Nova Iguaçu-RJ.

O problema da violência no Brasil é:

- sociedade indefesa
- polícia enfraquecida
- legislação decadente
- sistema penitenciário falido
- judiciário benevolente
- teses absurdas elaboradas por esquerdistas

Pensem bem antes de falar que "é preciso construir mais escolas". Quem criou essa tese foi a esquerda (aqui no RJ com Brizola e Darcy Ribeiro), com um objetivo bastante malicioso: o de reforçar ainda mais o pensamento "progressista", principalmente via jovens, que violência se combate somente com livros em sala de aula.

Daí as pessoas que acreditam nisso, principalmente os mais jovens, crescem e passam a ver criminosos como vítimas da sociedade que cometem crimes única e exclusivamente porque não tiveram a oportunidade de pegar livros e de frequentar salas de aula.

Porém, o mais intrigante é que se alguém lança como proposta o incremento de mais escolas militares, mais escolas religiosas ou mais qualquer outro modelo de ensino privado, como o ensino domiciliar, a esquerda será contra, pois ela não quer perder o monopólio sobre o que é ensinado às crianças e aos adolescentes.

A verdade que insiste em bater na nossa cara todo santo dia: a esquerda não quer acabar com a violência porcaria nenhuma. A violência pra eles é uma ótima desculpa pra pedirem mais escolas públicas, com professores socialistas pra doutrinar mais e mais. De lá, vão sair esquerdisteens que quando forem adultos e virem uma notícia de violência como essa, vão falar que basta "construir mais escolas"...

Eu só lamento que muitas pessoas aparentemente não-esquerdistas ainda comprem essa balela, torcendo o nariz para algum direitista que pede mais punições rigorosas para quem comete crimes brutais como esse contra o menino de Nova Iguaçu. Nós somos chamados de malucos e de radicais simplesmente porque não queremos ver atrocidades como essas acontecendo.

Descanse em paz, Luiz Carlos!


*Wilson Oliveira é defensor do retorno da monarquia parlamentar no Brasil. É conservador monarquista, com influências da tradição anglo-saxã do liberalismo clássico, do minarquismo, da Escola Austríaca e da Escola de Chicago. Reside no Rio de Janeiro, é jornalista e editor-chefe de O Congressista.
A esquerda não está nem aí para a morte do menino de 15 anos A esquerda não está nem aí para a morte do menino de 15 anos Reviewed by Wilson Oliveira on 00:21:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.