O ódio do marxismo pelo cristianismo


Por Anderson Rodrigues

Aquele marxista raiz, seguidor voraz das ideias de seu ídolo supremo Karl Marx, sempre irá odiar o cristianismo como se fosse seu maior inimigo do mundo, talvez até seja.

Erramos fielmente quando encaramos o marxismo apenas como uma pronúncia de pensamento econômico e político, fazer isso é um crime quanta a própria realidade dos fatos e contra uma verdade consumada dos fatos. O “economista” Marx, tinha em sua mente um ar de superioridade jamais vista, tanto que ao contrário do que muitos pensam, Karl Marx pensava fielmente ter a solução de todos os problemas existentes no mundo.

Se a ideia marxista fracassou em todos os pontos econômicos e políticos, o contrário aconteceu na questão cultural. Na cultura, o marxismo é hegemonicamente vitorioso e monopolista, hoje, não há outra voz tão falante quanto o pensamento cultural do filósofo genocida, seu pensamento tornou-se uma religião.

O combate às ideias cristãs, que são as fundadoras das bases das civilizações é a principal pauta do pensamento dialético marxista. O pecado capital é obter uma propriedade privada, pois isso, nada mais é do que uma gigantesca opressão social aos menos favorecidos. A igreja para o marxismo, deveria ser substituída pela cátedra estatal de um estado totalitário administrada pela classe proletária e assim sendo, segundo Marx, caminharíamos suavemente para um minuto sem classes sociais.

Morar no céus ao lado de Deus não seria o futuro ideal, mas sim, morar no paraíso comunista onde de um dia pro outro, o estado totalitário até então, sumiria as cinzas e todos os problemas do mundo desapareceriam juntos, como a injustiça, os crimes e todos os conflitos existentes no cotidiano.

A fé marxista é de tal hipocrisia que nunca admite seus fracassos, nunca admite seus erros que por sua simples existência causam milhões de mortes ao redor do mundo. A fé marxista é algo podre, algo que ao contrário do que prega, jamais consentirá com uma pluralidade de ideias e de crenças. Enquanto a fé cristã transforma países em grandes potências junto à grandes projetos econômicos e culturais, o marxismo os destrói com suas políticas de divisões de classes e de distribuição igualitária da miséria, levando seu povo ao fracasso e a morte.
O ódio do marxismo pelo cristianismo O ódio do marxismo pelo cristianismo Reviewed by O Congressista on 23:07:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.