Donald Trump amplia poder do governo no Senado dos EUA


Por Leonardo Fabri

Os americanos foram às urnas nesta terça-feira (06) para eleger os 453 parlamentares da Câmara dos Representantes e renovar 35 das 100 cadeiras no Senado, além de escolher 36 novos governadores (75% do total), milhares de parlamentares estaduais, muitos prefeitos e outros funcionários da administração pública. São as eleições de meio de mandato (midterms, em inglês).


Os Democratas conseguiram retomar o controle da Câmara dos Representantes pela primeira vez em oito anos com 219 parlamentares eleitos contra 193 dos Republicanos até o momento*.

No Senado, o cenário é favorável aos Republicanos que ampliaram sua maioria com 52 cadeiras contra 45 dos Democratas até agora*.

*08h49 horário de Brasília.

Poder dividido

A avaliação é de que esse resultado significa um grande revés para a agenda legislativa de Trump. Os Democratas poderão suspender muitos itens da lista de desejos do presidente, incluindo o financiamento para o muro de fronteira proposto e um novo corte de impostos para a classe média ou pelo menos obter grandes concessões em questões como a reforma imigratória.

Por outro lado, os Republicanos conseguiram expandir sua estreita maioria no Senado e, com isso, preservar a capacidade de confirmar nomeados judiciais. A permanência do Partido Republicano no Senado dá aos republicanos o controle sobre todas as nomeações judiciais federais críticas, incluindo nomeações para a Suprema Corte.

Donald Trump amplia poder do governo no Senado dos EUA Donald Trump amplia poder do governo no Senado dos EUA Reviewed by O Congressista on 22:35:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.