Em carta para ONU, líderes judeus pedem apoio ao povo semita expulso de países árabes

23:56:00 0 ''


Por Ariel Kahana
Original: Israel Hayom
Tradução: Fellipe Villas Boas

Setenta anos depois do êxodo e da expulsão de cerca de 850 mil judeus dos estados árabes e do Irã, os líderes das comunidades de judeus de países árabes estão exigindo que as Nações Unidas reconheçam oficialmente o sofrimento que foram forçados a suportar.

Em uma carta ao Secretário Geral da ONU, Antonio Guterres, líderes comunitários, entre eles o Dr. Shimon Ohayon, diretor do Centro Dahan da Universidade Bar-Ilan e presidente da Aliança dos Imigrantes Marroquinos escreveram:

"Enquanto a ONU organiza eventos para marcar a saída de 450.000 Palestinos de Israel sobre o estabelecimento do estado, após uma guerra imposta a Israel, não vemos o reconhecimento da expulsão de judeus de países árabes".

Eles disseram:

"Acreditamos que a ONU luta por justiça para todos os refugiados em todo o mundo, incluindo refugiados judeus que foram expulsos das terras árabes. Por isso, procuramos estabelecer um dia memorial para a expulsão dos judeus das terras árabes".

A Universidade Bari-Ilan, na terça-feira, deve sediar um simpósio sobre o ocorrido para educar os membros da geração mais jovem sobre o assunto.