Holandês põe em cheque ideologia de gênero ao querer mudar a própria idade


Por Leonardo Fabri

O curioso caso do holandês que entrou com uma ação judicial para mudar de idade por se sentir "mais jovem" mostra que isso é semelhantemente ridículo ao fato de uma pessoa querer mudar de sexo apenas por sentir ter nascido "no corpo errado". Abaixo você verá como os argumentos são parecidos.

Analise os argumentos do holandês e veja como se assemelham aos apresentados pelos defensores da ideologia de gênero:

1) Sensação

O holandês Emile Ratelband, nasceu em 11 de março de 1949, portanto tem 69 anos, mas diz se sentir "mais jovem" e quer mudar sua data de nascimento para 11 de março de 1969.

"Nós vivemos em uma época em que é possível mudar de gênero e de nome. Por que não posso mudar minha idade?"

2) Discriminação

Outro argumento utilizado por Ratelband é de que ele sofre discriminação por conta de sua idade e isso o prejudica a conseguir trabalho e a ter sucesso em conseguir um relacionamento amoroso.

"Quando fiz 69 anos, fiquei limitado. Se eu tivesse 49, poderia comprar uma casa nova, dirigir um carro diferente. Poderia trabalhar mais [...] Quando estou no Tinder e digo que tenho 69 anos, ninguém me responde. Quando eu tiver 49, com o rosto que tenho, ficarei em uma boa posição".

3) Comprovação médica

Ratelband diz poder provar através de exames médicos que seu corpo é mais jovem que sua idade real.

"Meu médico disse que tenho corpo de um homem de 45 anos"

Tire suas conclusões.
Holandês põe em cheque ideologia de gênero ao querer mudar a própria idade Holandês põe em cheque ideologia de gênero ao querer mudar a própria idade Reviewed by O Congressista on 22:49:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.