Líder muçulmano revela plano de começar dominação pela França

Arte: Fellipe Villas Bôas

Por Fellipe Villas Bôas

Em um vídeo publicado em 12 de março, o imã Abu Taqi Al-Din Al-Dari revela, entre outras coisas, que jovens alemães e franceses não valorizam o casamento tanto quanto os muçulmanos, mas que isso é não é a razão pela qual a França se tornará um país islâmico, relata o Middle East Media Research Institute.

Em vez disso, explicou ele, a França se tornará um país islâmico através da Jihad, já que os muçulmanos devem ter um país que traga a orientação e a mensagem do Islã para o Ocidente. Ele deu exemplos de épocas na história em que países do Ocidente e da Ásia eram governados pelo Império Otomano, que ele descreveu como um estado islâmico, e ele disse que a nação islâmica é capaz de "retornar ao seu antigo eu" e espalhar o Islã.



Trechos da fala

A Alemanha e a França começaram a envelhecer, no sentido de que seus jovens não vêem o casamento como algo desejável. As pessoas de lá - especialmente os jovens - começaram a evitar o casamento, ao contrário dos muçulmanos. Por exemplo, diz-se que em 2050, os muçulmanos na França serão em maior número do que os franceses. Mas não são esses números que estamos contando para transformar a França em um país islâmico.

Com o que estamos contando é que os muçulmanos devem ter um país que traga o islamismo - sua orientação, sua luz, sua mensagem e sua misericórdia - para o povo [ocidental] através da Jihad em nome de Allá. Quando as pessoas veem a justiça, a luz, a orientação e a misericórdia do Islã, “elas entrarão na religião de Allah aos montes”, [como diz no Alcorão], nas mãos de um país que lhes trará o Islã através da Jihad. por causa de Allah.

[…]

Não faz muito tempo, apenas quatrocentos anos atrás, na época do Estado otomano, os muçulmanos conquistaram a Polônia e a Áustria. O estado islâmico chegou às muralhas de Viena, a capital da Áustria, e o chamado à oração foi recitado lá. Todos os países da [antiga] URSS estavam sob os auspícios do Estado Islâmico - os países do Cáucaso e o que está além deles. Mongóis muçulmanos governaram a China até 1644 AD. Os muçulmanos conquistaram a Hungria em 1526. Em 1537, conquistaram partes da Itália, como Otranto. Em 1543, sob os auspícios do Estado otomano, os exércitos muçulmanos chegaram a Toulon, na França, e lá construíram uma mesquita, no coração da França. Em 1586, a Índia foi governada pelo Islã. Estes eventos prenunciam que a nação islâmica é capaz de retornar ao seu antigo eu e espalhar o Islã.

[…]

Assim, o domínio do Islã se espalhará para o mundo inteiro, de três maneiras: Conversão para o Islã, pagamento do imposto jizya, uma taxa para viver sob o domínio muçulmano e praticar outra religião, ou pediremos a ajuda de Allah e os combateremos, até que o mundo inteiro esteja sujeito à lei, regra do Islã.
Líder muçulmano revela plano de começar dominação pela França Líder muçulmano revela plano de começar dominação pela França Reviewed by Villas Boas on 01:14:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.