Enquanto Rússia ataca, Moro visita órgãos de segurança dos Estados Unidos

17:48:00 0 ''


Reprodução: MJSP
*O título desta postagem é de responsabilidade de O Congressista

Em missão nos Estados Unidos de 22 a 27 de junho, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, fará uma série de visitas aos órgãos de segurança e inteligência do país, com o intuito de reunir experiências e boas práticas para fortalecer as operações integradas no Brasil. Na agenda, estão incluídos os principais departamentos, centros e agências de combate ao crime organizado e ao narcoterrorismo.

Ainda no domingo (23), serão apresentadas ao ministro e delegação as instalações da patrulha de fronteira entre EUA e o México. No dia seguinte, segunda-feira (24), a agenda será junto ao Centro de Inteligência da cidade de El Paso (EPIC).

Para o combate ao crime organizado, uma das premissas do governo federal para a segurança pública, os representantes do MJSP irão, na terça-feira (25), à Divisão de Operações Especiais da DEA (Drug Enforcement Administration) e ao Centro de Operações de Narcoterrorismo. Também está prevista uma reunirão no Centro Internacional de Operações e Inteligência de Anti-Crime Organizada (IOC-2), em Herndon, Virgínia. Criado em 2009 pelo Departamento de Justiça americano, o IOC-2 agrupa a atuação de nove agências e promotores federais em oposição às ameaças de organizações criminosas internacionais à segurança global.

O ministro ainda cumprirá agenda junto às secretarias de Narcotráfico e Aplicação da Lei Internacional (INL), Contraterrorismo (S/CT) e o Departamento do Tesouro Americano, entidades responsáveis pelos recursos para execução das iniciativas para aplicação da lei.

Em Washington, a delegação brasileira irá ao Departamento Federal de Investigação (FBI – Federal Bureau of Investigation), de onde são acompanhadas as forças-tarefas conjuntas com base em 104 cidades nos EUA.

Na oportunidade, será visitada ainda a Força-tarefa Conjunta de Investigação Cibernética Nacional (National Cyber Investigative Joint Task Force -NCIJTF), composta por mais de 20 agências, integradas pela comunidade de inteligência e pelo Departamento de Defesa.

A delegação do Ministério da Justiça e Segurança Pública conta com o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, José Lopes Hott Junior, e o diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado, Igor Romário de Paula.