Vaza informação que "Verdevaldo" é sócio de site pornô sem ser o "The Intercept"

Arte: Fellipe Luiz Villas Bôas

Por Wilson Oliveira

Quando todo mundo achava que Alexandre Frota era o único representante oficial da pornografia na política brasileira, Allan dos Santos, do Terça Livre, surpreendeu a todos no Twitter com a informação de que Glenn Greenwald é sócio de um site pornô, além de já ter sido advogado de nazista.



Demonstrando desespero com a Polícia Federal cada vez mais perto de desvendar os crimes cometidos na invasão hacker aos celulares de autoridades brasileiras, Gleen Greenwald foi ao Twitter e declarou que "jornalistas têm o direito de publicar informações, mesmo que obtidas ilegalmente de fontes". Gleen usou Reinaldo Azevedo como exemplo no seu Twitter, fazendo internautas caírem na gargalhada.



Nesta terça-feira, a Polícia Federal desencadeou a "Operação Spoofing", que levou para a cadeia quatro pessoas suspeitas dos ataques a telefones celulares de autoridades ligadas ao Governo Federal e à Operação Lava Jato, entre elas o atual ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro. Dois são da cidade de Araraquara-SP: Walter Delgatti Neto e Gustavo Henrique Elias Santos.

De acordo com o site ACidadeON/Araraquara, Walter é mais conhecido como Vermelho, tem 30 anos, e desde algum tempo tem familiaridade com o ambiente online, enquanto Gustavo, de 28 anos, já atuou como DJ e era chamado de Guto Dubra. Ainda de acordo com o mesmo site, foram apreendidos documentos e aparelhos eletrônicos com a finalidade de se obter "os elementos de provas relacionadas a invasão de contas do aplicativo Telegram utilizadas pelo atual ministro da justiça e segurança pública", diz o despacho do mandado de busca e apreensão.

A PF chegou aos suspeitos por meio da perícia criminal federal, que conseguiu rastrear os sinais do ataque aos telefones. No entanto, o site ACidadeON/Araraquara sustenta que ainda não está claro se o grupo tem ligação com o pacote de mensagens privadas dos procuradores da Lava Jato obtido pelo site The Intercept Brasil.

Outra informação importante foi trazida pela deputada federal Carla Zambelli, do PSL, de que os hackers foram enquadrados na lei de organização criminosas, o que abre um precedentes para que, caso virem réus, possam optar por um acordo de delação premiada.

Estamos nos esforçando para mostrar as coisas boas que os conservadores estão fazendo pelo Brasil. Se você nos ajudar, poderemos publicar mais artigos como esse. Visite o nosso Apoia.se!
Vaza informação que "Verdevaldo" é sócio de site pornô sem ser o "The Intercept" Vaza informação que "Verdevaldo" é sócio de site pornô sem ser o "The Intercept" Reviewed by Wilson Oliveira on 22:48:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.