Toffoli confirma denúncias de Olavo e Carlos sobre plano contra Bolsonaro, diz comentarista

Arte: Fellipe Luiz Villas Bôas

Por Wilson Oliveira

O comentarista Daniel Lopez, em vídeo no canal do YouTube que leva seu nome, afirmou que na entrevista que o presidente do STF Dias Toffoli concedeu à Veja, está uma confirmação de que o filósofo Olavo de Carvalho e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) sempre estiveram certos. Tanto Olavo como Carlos passaram boa parte do primeiro semestre de 2019 alertando sobre um possível plano que estava sendo arquitetado para derrubar o presidente Jair Bolsonaro. Na entrevista à Veja, Toffoli afirmou que o plano realmente existiu.

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, acabou confirmando que você nunca pode duvidar do professor Olavo de Carvalho nem do Carlos Bolsonaro. Ele mostrou que tudo aquilo que estava sendo denunciado, e a mídia dizendo que eles estavam atrapalhando o governo, o Carlos Bolsonaro atrapalhando o governo... Atrapalhando o governo uma ova. Eles estavam salvando o pai, e no caso do professor Olavo, salvando o presidente da República de um grande conluio que estava sendo chamado de 'golpe parlamentar', tutela militar, os militares tentando colocar Jair Bolsonaro sob uma tutela, a mídia colocando o general Mourão como queridinho  
Daniel Lopez

Na entrevista, Dias Toffoli alegou que "sua atuação foi fundamental para pôr panos quentes numa insatisfação que se avolumava". De acordo com Veja, Toffoli não deu muitos detalhes, mas "a combinação explosiva envolvia uma rejeição dos setores político e empresarial e até de militares ao presidente Jair Bolsonaro". Não era exatamente um segredo que um grupo de parlamentares do centrão liderados por Rodrigo Maia resolveu tirar da gaveta um projeto que previa a implantação do parlamentarismo.

- Isso que o Dias Toffoli falou confirma exatamente o que Carlos Bolsonaro e Olavo de Carvalho estavam fazendo naquela época, e o que todos nós aqui do YouTube, principalmente eu no meu canal, sempre alertamos vocês. E muitas pessoas falando: "Ah, o Daniel está exagerando, Daniel é muito alarmista". Isso é "síndrome de Estocolmo midiática". Quando a gente traz a verdade aqui pra vocês e vocês ficam preocupados, pensando "será que é isso mesmo, será que tem esse perigo todo?", a gente está vendo essa confirmação - disse Daniel Lopez.

O comentarista citou um tweet em que o professor Olavo de Carvalho sugere aos seus seguidores para verem a entrevista de Dias Toffoli à Veja e entenderem o motivo pelo qual toda a mídia brasileira acusava o filósofo de estar "dividindo o governo".



- Foi exatamente por isso que o pessoal desceu o porrete no professor Olavo e também no Carlos Bolsonaro. Então, a conclusão que nós chegamos é: nunca mais duvide do professor Olavo de Carvalho nem do Carlos Bolsonaro. Se você algum dia duvidou, nunca duvide. A aliança por exemplo da esquerda com o crime organizado o professor Olavo denuncia desde 1994, com o livro "A Nova Era e a Revolução Cultural" - disse Daniel López.

O comentarista lembrou um vídeo seu de 2018, em que ele dizia aos seus assinantes para terem calma que não haveria nenhum esquema no segundo turno justamente pelo fato dos militares terem colocado um general para acompanhar os trabalhos no STF, e que essa estratégia se repetiu após o início do governo Bolsonaro, com outro general como assessor especial de Dias Toffoli.

- Os militares colocaram alguém para acompanhar os trabalhos do Dias Toffoli, que estava prestes a ser nomeado como presidente do Supremo Tribunal Federal. E naquele caso era o General Fernando Azevedo e Silva, que hoje é ministro da Defesa. Quando o general Fernando Azevedo e Silva saiu pra se tornar ministro da Defesa, os militares colocaram outro general lá no lugar dele de assessor especial do Dias Toffoli, que é o general Ajax. Então muito provavelmente não foi o Toffoli que salvou o Brasil, mas sim o general Fernando Azevedo e Silva, impedindo manipulação no segundo turno, e mais recentemente contra essa puxada de tapete de Jair Bolsonaro foi o general Ajax que está ali trabalhando nos bastidores - concluiu Daniel López.

Essa versão inclusive é apresentada pelo site "Direita Curvelo-MG", que denunciou a formatação do plano entre os meses de abril e maio, através de uma reunião que incluía integrantes da esquerda, do centrão, da mídia, do judiciário e do meio militar, de acordo com o site, insatisfeitos por não conseguirem acordo com o Governo por cargos em ministérios, órgãos e repartições públicas. O site revelou como participantes da trama os presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, além de José Serra (PSDB), Kim Kataguiri (MBL) e vários empresários.

De acordo com o site, ficou acertado que eles tirariam da gaveta um projeto para implantar o parlamentarismo no Brasil, mas que Carlos Bolsonaro saiu em socorro ao seu pai, batendo de frente com alguns militares "melancias" que estavam agindo nas sombras e dentro do Governo, aliados com a extrema imprensa. Segundo o "Direita Curvelo", Carlos e militares leais começaram a desmantelar o plano com o vereador fazendo a denúncia, com ajuda do Olavo de Carvalho, e o general Augusto Heleno investigando para descobrir quem eram os traidores.

Estamos nos esforçando para mostrar as coisas boas que os conservadores estão fazendo pelo Brasil. Se você nos ajudar, poderemos publicar mais artigos como esse. Visite o nosso Apoia.se!
Toffoli confirma denúncias de Olavo e Carlos sobre plano contra Bolsonaro, diz comentarista Toffoli confirma denúncias de Olavo e Carlos sobre plano contra Bolsonaro, diz comentarista Reviewed by Wilson Oliveira on 22:45:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.