"Deveria ser presa", diz editor sobre deputada que declarou orgulho em ser comunista


Redação O Congressista

O editor-chefe de O Congressista Wilson Oliveira afirmou em sua conta no Twitter que a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) deveria ser presa. O comentário foi motivado por uma declaração da deputada em que ela diz ter "orgulho de ser comunista". Wilson também relembrou que o comunismo é pior que o fascismo e o nazismo pelo fato de ter matado "muito, mas muito mais". Confira o tweet abaixo:



O COMUNISMO REALMENTE MATOU MAIS?

Não existe um número exato oficial de mortes causadas pelo comunismo, mas todos os historiadores que pesquisaram o regime chegam a um número perto de 100 milhões. Matéria do Portal IG de 14 de outubro deste ano revela que de acordo com "O Livro Negro do Comunismo: Crimes, Terror, Repressão", o número é de aproximadamente 94,4 milhões. Já de acordo com o organização "Global Museum on Communism" (Museu Global do Comunismo) o número de mortos pelos regimes comunistas passa de 100 milhões. A China aparece como o local onde há mais vítimas fatais nos dois estudos, com cerca de 65 milhões de mortes.

Na mesma matéria do Portal IG deste ano há um trecho informando que, de acordo com pesquisadores da Segunda Guerra Mundial, Adolf Hitler, principal nome do nazismo, foi responsabilizado por aproximadamente 19 milhões de mortes, a maioria eslavos, em segundo lugar judeus. Em uma produção especial do Portal Terra, o número de mortes causadas pelo nazismo é de 40 milhões. Na mesma publicação do Terra, Benito Mussolini, responsável pela criação e aplicação do regime fascista, carrega nas costas a culpa por 440 mil vítimas fatais.

PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL

Embora seja considerado o regime com mais mortes causadas na história da humanidade, o comunismo não é criminalizado no Brasil, ao contrário do fascismo e do nazismo. Isso possibilita a existência de partidos que se definem abertamente como comunistas, casos do PCdoB, PCB, PCO e PSTU. Há outros partidos de esquerda no Brasil que seguem ideias comunistas, mas não se assumem abertamente.

No último dia 28, matéria publicada pelo jornal Gazeta do Povo, repercutindo uma publicação do portal Metrópoles, informava que o PCdoB iria esconder o nome comunismo na eleição do ano que vem e se apresentar como "Movimento 65". Um dia depois, outra matéria da Gazeta do Povo revelava que o PCdoB havia negado que esconderia o comunismo no seu nome, trazendo uma declaração de Jandira Feghali em entrevista ao UOL dizendo que "sente orgulho de ser comunista".

Estamos nos esforçando para mostrar as coisas boas que os conservadores estão fazendo pelo Brasil. Se você nos ajudar, poderemos publicar mais artigos como esse. Visite o nosso Apoia.se!
"Deveria ser presa", diz editor sobre deputada que declarou orgulho em ser comunista "Deveria ser presa", diz editor sobre deputada que declarou orgulho em ser comunista Reviewed by O Congressista on 11:32:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.