"Graças a Cristo entramos em 2020, anticristão não mudará a história", diz editor


Redação O Congressista

O editor-chefe de O Congressista Wilson Oliveira publicou em sua conta pessoal no Twitter uma reflexão acerca da importância de Jesus Cristo nessa virada de ano. Wilson afirmou que é graças "a existência de Cristo que saímos de 2019 e entramos no ano 2020". O editor-chefe de O Congressista também disse que "o anticristão não mudará a história".



Wilson Oliveira também lembrou que o Ocidente tem Cristo como base e afirmou que àqueles que não acreditam ou fazem pouco caso "só resta ficar lamentando dentro da própria cabecinha de teimosia baseada numa ignorância infanto-juvenil".



A "PIADA" DO PORTA DOS FUNDOS


No último dia 19, o Ministério Público do Rio de Janeiro apontou abuso de liberdade de expressão no "Especial de Natal Porta dos Fundos". Em um episódio feito pela produtora e distribuído pelo serviço de streaming Netflix, Jesus é retratado como gay, Deus aparece como mentiroso e participa de um triângulo amoroso com José e Maria, retratada como adúltera.

"O que é sagrado para um, pode não ser sagrado para o outro, e o respeito deve, portanto, imperar. Fazer troça aos fundamentos da fé cristã, tão cara a grande parte da população brasileira, às vésperas de uma das principais datas do Cristianismo, não se sustenta ao argumento da liberdade de expressão", escreveu no seu parecer a promotora Barbara Salomão Spier.

No último dia 14, Gregorio Duviver, um dos líderes do Porta dos Fundos e notadamente militante da esquerda, publicou em seu Twitter que "no dia em que o brasil tiver uma bancada muçulmana no congresso, um aiatolá for dono de um canal de tv, o slogan do presidente for alá acima de todos, e pessoas berrarem nas ruas se eu conheço a palavra de maomé, aí você me cobra algo sobre o islã", demonstrando sua total ignorância acerca das questões religiosas, da história da humanidade e até mesmo do contexto civilizatório em que ele mesmo está inserido.

Em um artigo publicado na Gazeta do Povo, o escritor e orador americano Dennis Prager, descendente de uma família judia ortodoxa, escreveu o seguinte: "a esquerda vê no cristianismo seu principal inimigo ideológico e político. E está certa nisso. A única oposição organizada e de larga escala contra a esquerda vem da comunidade cristã tradicional – protestantes evangélicos, católicos tradicionais e mórmons fiéis – e de judeus ortodoxos".

Também colunista da Gazeta do Povo, Jones Rossi escreveu no último dia 19 que Gregorio Duvivier "vive a denunciar censuras e uma ditadura que não existem. Agora, crê piamente que o Brasil é um Evangelistão, desprezando e fazendo troça dos símbolos cristãos, numa típica atitude de adolescente revoltado que tenta chocar o máximo possível para chamar atenção dos pais".

Estamos nos esforçando para mostrar as coisas boas que os conservadores estão fazendo pelo Brasil. Se você nos ajudar, poderemos publicar mais artigos como esse. Visite o nosso Apoia.se!
"Graças a Cristo entramos em 2020, anticristão não mudará a história", diz editor "Graças a Cristo entramos em 2020, anticristão não mudará a história", diz editor Reviewed by O Congressista on 21:49:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.