PSC abandona Wilson Witzel e se reaproxima de Jair Bolsonaro


Por Wilson Oliveira

O Partido Social Cristão abandonou de vez o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel, que está prestes a sofrer um impeachment. A ação do partido segue duas linhas, uma no estado fluminense e outra em Brasília, na esfera da política nacional.

No Rio de Janeiro, todos os deputados do PSC votaram a favor da abertura do processo de impeachment de Witzel. Segundo fontes próximas ao governo carioca, Claudio Castro, o vice-governador, que também pertence ao partido, já começa a costurar algumas questões para quando assumir a cadeira de governador. O principal ponto é uma aliança com o presidente Jair Bolsonaro.

Seguindo justamente essa estratégia, os nove deputados federais da legenda tomaram café de manhã com Bolsonaro nesta quarta e explicaram abertamente ao presidente que Wilson Witzel já é carta fora do baralho tanto para o governo do Rio de Janeiro como também para o partido. Nos bastidores da política isso nem chega a ser uma novidade, tanto que Witzel estava negociando uma mudança para o PSL.

O deputado federal Otoni de Paula, o mais badalado da bancada do PSC e um dos maiores defensores de Bolsonaro na Câmara, afirmou que seus colegas não têm vocação para a traição como Witzel, informa a Revisa Oeste.

“Não possuímos o mesmo DNA da traição de Wilson Witzel. Todos os deputados do partido, de alguma forma, estiveram na campanha junto com o presidente nessa onda bolsonarista que vimos no país. Não temos, entretanto, a vocação para a traição”, disparou.

Otoni de Paula explicou que a reaproximação com o Bolsonaro cumpre uma mera formalidade pragmática, uma vez que o PSC já vinha votando a favor do Governo no Congresso.

Para analistas políticos, no entanto, a movimentação visa salvar a pele do partido nas próximas eleições. Fontes da própria legenda confessam veladamente que se sentiram bastante constrangidos com a tática de Wilson Witzel de partir para o confronto com Bolsonaro.

"Foi feio demais nas eleições o Witzel correr o estado todo agarrado com o Flávio, levantando plaquinha do Jair e pouco tempo depois dá um giro de 180 graus. O pessoal no PSC não falou nada pra não criar confusão, mas ninguém achou isso bonito", disse uma fonte próxima ao Pastor Everaldo, presidente nacional do partido.

Centralismo democrático: o controle esquerdista da democracia [confira o vídeo abaixo]



Ajude O Congressista a crescer. Jornalismo sério custa dinheiro. Faça-nos uma doação através do nosso Apoia.se!
PSC abandona Wilson Witzel e se reaproxima de Jair Bolsonaro PSC abandona Wilson Witzel e se reaproxima de Jair Bolsonaro Reviewed by Wilson Oliveira on 22:52:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

Tecnologia do Blogger.