Bolsonaro pode desistir de Arthur Lira na disputa pela presidência da Câmara

17:51:00 0 ''


Por Wilson Oliveira

Bolsonaro começa a dar sinais que pode desistir de Arthur Lira (PP) como nome preferido na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados, que acontece em fevereiro de 2021. 

O presidente voltou a considerar os ministros Fabio Faria, do PSD (nome bem visto pelo centrão), e Tereza Cristina, do DEM (nome que pode tirar votos do grupo de Maia). 

Tanto Fabio como Tereza foram eleitos deputados federais em 2018, mas se licenciaram dos seus mandatos pra assumirem os cargos de ministro. No entanto, qualquer um dos dois pode se exonerar dos atuais cargos e reassumir o mandado de deputado a qualquer momento.

A desistência em definitivo de Arthur Lira, assim como a definição do plano B, dependem de dois fatores. O primeiro é se o nome de Lira vai naufragar de vez após as acusações de rachadinhas quando era deputado estadual em Alagoas. O processo foi arquivado pela justiça alagoana. 

O segundo fato é se o nome de Fabio Faria ou de Tereza Cristina tem condições de atrair mais votos que o de Arthur Lira, que é o principal líder do centrão no momento. Jair Bolsonaro tem falado aos seus auxiliares que o melhor nome será aquele que tiver mais votos.

Por outro lado, Rodrigo Maia já conta com os votos do seu partido, o DEM, do PSDB, do MDB, alguns votos do PP, do Cidadania e do PSD. 

O grupo de Maia ainda tenta atrair os partidos de esquerda, principalmente se ele abrir mão de concorrer e indicar um aliado, que pode ser do seu próprio partido, mas o mais provável é que seja Baleia Rossi (MDB). 

Os partidos esquerdistas vão exigir cargos na mesa-diretora em troca de apoio, mas não descartam apoiar o candidato do governo caso Rodrigo Maia se aproveite da decisão do STF (a votação ainda está em curso) e resolva concorrer à reeleição, fato que as legendas esquerdistas se colocaram contra.