Resenha #04: canal do Kim Paim é eleito melhor jornal de direita no Brasil

14:44:00 0 ''


Com uma mídia brasileira comandada por centro-esquerdistas, com redações lotadas de militantes da extrema-esquerda, está cada vez mais difícil para os cidadãos de direita se informarem, principalmente sobre política. Então qual o melhor jornal de direita no Brasil? 

Nossos quatro colunistas debateram sobre esse tema, citaram os principais periódicos direitistas brasileiros, mas chegaram à conclusão que os vídeos do canal do Kim Paim, no YouTube, são os melhores para alguém de direita se manter informado. Confira:

Qual foi o melhor jornal de direita no Brasil em 2020?

Isadora Salutem: Gosto muito da Gazeta do Povo.

Raul Prudens: Também gosto, mas o que mata são alguns colunistas de esquerda.

Isadora Salutem: Infelizmente, apesar de que também tem ótimos colunistas de direita.

Lucas Fraternais: Os melhores sites jornalísticos de direita, pra mim, são Pleno News e Revista Oeste. 

Antônio Fidelium: Eu também gosto desses dois, mas sinto que eles têm medo de publicar algo que não agrade os bolsonaristas, diferente da Gazeta.

Lucas Fraternais: A Gazeta é mais lavajatista, defensora do Moro. 

Raul Prudens: Oeste e Pleno também publicam algumas coisas que não vejo muita serventia. 

Lucas Fraternais: É preciso avaliar que os dois sites têm linhas diferentes, né.

Raul Prudens: Sim, a Oeste é mais focada em política e economia, enquanto o Pleno tem política, mas também muito entretenimento, cultura e religião. 

Isadora Salutem: E os jornais da Jovem Pan?

Lucas Fraternais: O problema dos jornais da Pan é que eles sempre colocam uns participantes que estragam.

Raul Prudens: Exato. O 3 em 1 e o Morning Show sempre tem que ter pelo menos um pateta enchendo o saco.

Isadora Salutem: Mas os Pingos Nos I’s, na minha opinião, é perfeito. Ainda mais porque tem a Ana Paula Henkel, que acho espetacular. 

Raul Prudens: Os Pingos é ótimo mesmo, gosto muito do Fiuza. Mas não vejo todo dia, e quando vejo não vou do começo até o final. É muito longo.

Lucas Fraternais: Eu acho que os Pingos Nos I’s deveria cortar mais trechos curtos pra disponibilizar no YouTube. Assistir tudo, seja ao vivo ou a gravação, é muito cansativo mesmo.

Antônio Fidelium: Não vejo os Pingos todo dia pelo mesmo motivo. O único que eu faço questão de ver todo dia é o canal do Kim Paim. 

Raul Prudens: Também vejo todo dia. Não é um jornal, mas consegue reunir todas as informações que julgo como as mais importantes.

Lucas Fraternais: Eu também vejo todo dia o canal do Kim Paim.

Raul Prudens: Até porque gosto muito da pontualidade dele.

Antônio Fidelium: Sim, todo dia acordo cedo e sei que já tem o vídeo dele com um resumão das notícias do dia anterior.

Isadora Salutem: Também gosto muito do resumo matinal do Kim Paim, principalmente por ele não se prender aos sites bolsonaristas.

Lucas Fraternais: Ele praticamente não repete nada dos sites bolsonaristas.

Antônio Fidelium: Ele consegue pescar o que há de proveitoso na grande mídia.

Raul Prudens: E ele também está sempre trazendo algo dos sites de direita, como Revista Oeste.

Isadora Salutem: Sim, todo vídeo dele tem algo da Revista Oeste.

Lucas Fraternais: E várias vezes ele fez a ressalva que a Oeste não é bolsonarista.

Raul Prudens: E ele está coberto de razão nisso.

Lucas Fraternais: E mesmo assim ele reposta matéria da Oeste nos vídeos dele.

Raul Prudens: Porque a Oeste é boa.

Isadora Salutem: Mas qual dos dois merece esse posto de melhor jornal da direita em 2020 da nossa parte? Oeste ou Kim Paim?

Lucas Fraternais: Kim Paim.

Raul Prudens: Kim Paim.

Antônio Fidelium: Kim Paim. Praticamente tudo que ele coloca nos vídeos dele é do meu interesse.

Isadora Salutem: Eu também fico com Kim Paim

-------------------------------------


Quatro conservadores aceitaram o convite de O Congressista e se disponibilizaram a realizar debates por escrito de todos os temas que forem propostos. No entanto, eles pediram para utilizar nomes fictícios para não serem reconhecidos e não sofrerem represálias em seus locais de trabalho, pois os quatro trabalham em ambientes dominados pela esquerda. 

Siga os participantes do Resenha Política, através dos seus codinomes, no Twitter: