''Quando é com o STF, senadores enfiam o rabinho entre as pernas''

15:07:00 0 ''


Por Wilson Oliveira

Disse o conservador Diego Garcia, que profissionalmente é cientista de dados:

"Bastou ser revelado o lobby do Senado com o 5G chinês, que se unem em um corporativismo sujo e imoral. Quando é para lutar contra os abusos do STF, enfiam o rabinho entre as pernas". 

O duplo-padrão no modo de agir dos senadores, na verdade, é mais do que uma simples covardia: é a defesa dos seus interesses. 

E para sermos justos, precisamos olhar a questão além da simplicidade sugerida. Há, dentro do Senado, como revelou o senador Jorge Kajuru em duas entrevistas à Jovem Pan nas últimas semanas, aqueles que estão interessados em lutar contra os abusos do Supremo Tribunal Federal. 

O grande problema é que, até onde se sabe, esses honrados, sem rabo preso (ou rabo entre as pernas), são menos da metade. Para que o Senado tenha condições, como casa legislativa, de ter uma postura mais digna, é preciso que os eleitores modifiquem profundamente sua composição.

Esse movimento até teve um start nas eleições de 2018, porém pequeno e desorganizado. O próprio Kajuru, que tem bandeiras bastante elogiáveis, já esteve em partido da extrema-esquerda. 

É preciso que os conservadores se unam e tirem da sacola boas candidaturas para o Senado já nas eleições de 2022. O ex-ministro Abraham Weintraub é um ótimo nome que vem sendo ventilado para essa missão. E o agora também ex-ministro Ernesto Araújo é outro. 

É claro que para isso se tornar concreto é preciso resolver uma outra questão muito séria: partido político. Mas isso vamos deixar para outro artigo.