Bilionários com fome de poder aprovam que eleição brasileira fique como está

21:20:00 0 ''


Por Wilson Oliveira

Após a live do presidente Jair Bolsonaro na noite desta quinta-feira (29), mídia brasileira e establishment começaram um serviço de manipulação da informação defendendo que a adoção de voto impresso auditável para tornar a eleição brasileira mais limpa e transparente não passa de "papo de bolsonarista". 

Esse mesmo grupo que se acha dono da democracia brasileira apoiou, dias atrás, o compartilhamento malicioso da fake news de que os deputados bolsonaristas teriam apoiado ou se omitido diante da aprovação do aumento do fundão eleitoral, ação que também visa enfraquecer a entrada de conservadores na política brasileira.

Em meio a esse caos, uma questão chama atenção: os deputados financiados por bilionários globalistas cheios de fome de poder. Na semana passada, eles se exibiram como acima do bem e do mal por terem votado contra o crescimento abusivo de R$ 6 bilhões para campanhas, o que faz todo sentido, já que dinheiro para as suas campanhas não falta. 

Fiz um vídeo no canal "O Congressista TV" explicando a posição dos políticos que fazem parte do que o saudoso filósofo Roger Scruton chamou de "nova esquerda". Para esses "esquerdistas modernos", é muito fácil ser contra aumentos de fundos eleitoral e partidário, até mesmo ser contra o financiamento público de campanha, pois esses políticos são financiados por bilionários globalistas como Jorge Paulo Lemann.

Porém, curiosamente, esses políticos, assim como os homens poderosos que os financiam, dessa vez se colocam contra a adoção do voto impresso auditável. Não é absurdo imaginar que eles temem que a eleição brasileira fique mais transparente e democrática, pois isso facilitaria o trabalho dos eleitores, por exemplo, de mudar toda a composição do Congresso Nacional, desconcentrando o poder e abrindo a política ao povo.

No vídeo, até lembrei que existe uma bancada informal na Câmara chamada de "bancada Lemann". Essa turma cumpre uma missão determinada pelo seu "chefe" de pavimentar o caminho para que a política seja dominada por políticos financiados por esses bilionários. É uma forma deles concentrarem o poder todo pra eles. 

Confira o vídeo "Por que tivemos deputados progressistas contra o aumento do fundão?"