MILAGRE: esquerdista diz que STF está errado ao perseguir direita


Por Raul Prudens

Neste final de semana me deparei com uma surpresa. Um conhecido que milita pelo PCO (Partido da Causa Operária, de extrema-esquerda) me disse que na visão dele o STF está perseguindo a direita e que também na sua opinião isso é um erro (sim, como jornalista sou obrigado a conviver com militantes da extrema-esquerda).  

É claro que não concordo com tudo que foi dito por ele. Esse senhor de 64 anos também afirmou que o Supremo está dando um motivo real para a direita se colocar na posição de vítima que sofre perseguição. Na verdade isso acontece aqui no Brasil desde sempre, nas universidades, no meio artístico, nas redações jornalísticas e por aí vai. 

Só quem é conservador no Brasil sabe como é complicado tentar levar uma vida em locais dominados pela esquerda. 

>>>Para que serve o Procurador-Geral da República?

Mas voltando ao que foi dito por esse senhor comunista, a frase dele que mais me surpreendeu foi: "democracia é quando os direitistas têm os mesmos direitos dos esquerdistas de falar o que quiser". Foi a primeira vez que vi alguém da extrema-esquerda fazendo a definição correta da palavra "democracia". Geralmente, os esquerdistas se dizem defensores da democracia ao mesmo tempo que querem cassar os direitos da direita. 

Não é de hoje, inclusive, que vejo muitos direitistas em tom de brincadeira, mas às vezes também falando seriamente, que estão sendo obrigados a concordar com publicações do PCO nas redes sociais. Este tem sido o único partido tanto da esquerda como da extrema-esquerda a buscar a sensatez em alguns momentos. 

Porém, recomendo aos direitistas que tomem cuidado nessa convergência ainda que pontual. Como revelou esse senhor, apesar dele reconhecer que o STF persegue a direita, o que realmente lhe incomoda é o fato da direita ser uma vítima dessa perseguição. 

No entanto, embora a defesa dele por direitos iguais ainda não seja totalmente genuína, obviamente já é muito melhor do que a de 99% dos esquerdistas que vemos por aí.  

------------------------------------------------- 


Quatro conservadores aceitaram o convite de O Congressista e se disponibilizaram a realizar debates por escrito de todos os temas que forem propostos. No entanto, eles pediram para utilizar nomes fictícios para não serem reconhecidos e não sofrerem represálias em seus locais de trabalho, pois os quatro trabalham em ambientes dominados pela esquerda. 
 
Siga os participantes do Resenha Política, através dos seus codinomes, no Twitter: 
 

0 Comentários